Home / Educação / FOLCLORE BRASILEIRO FOI O TEMA DAS ATIVIDADES DA UNIDADE VI DO NÚCLEO INFANTIL RANANAN

FOLCLORE BRASILEIRO FOI O TEMA DAS ATIVIDADES DA UNIDADE VI DO NÚCLEO INFANTIL RANANAN

Em plena era da globalização e de crescentes avanços tecnológicos, tornou-se importante apresentar e colocar as crianças em contato com a cultura e as tradições do nosso país.

 Pensando nisso, a equipe pedagógica da Unidade VI do Núcleo Infantil Rananan, em Diadema, propôs a realização de diferentes atividades lúdicas e pedagógicas envolvendo o tema folclore brasileiro. O objetivo foi usar o folclore para conectar os alunos, ao mesmo tempo, a um conhecimento histórico, ensinamentos de diversas etnias e costumes, desenvolvimento e contato com a música, ritmo, harmonia e, principalmente, com a criatividade e a imaginação.

A turma do berçário foi apresentada ao folclore brasileiro por meio de rodas de leitura, além da apreciação de músicas e vídeos sobre o tema. Os pequenos ficaram entusiasmados e puderam posteriormente explorar materiais como giz de cera, giz branco, lápis de cor e tinta para registrar os personagens e as histórias que mais gostaram.

Já nas turmas do Minigrupo, os professores apresentaram um personagem diferente a cada semana e realizaram brincadeiras, além de dramatizações e recursos audiovisuais para que os alunos pudessem conhecer as lendas do Saci Pererê, Boitatá, Curupira, Iara, Cuca, Vitória Régia, Mula sem Cabeça, entre outras. A partir do tema, puderam ser trabalhados diferentes conhecimentos como parlendas, rimas e musicalização. Para mostrar ritmos como Frevo e Carimbó e ensinar às crianças a importância dos índios e dos negros na cultura do nosso país, a capoeira serviu de inspiração.

Nas turmas do Maternal, o objetivo foi explorar a Oralidade e Escrita, além dos trabalhos de Corpo, Gestos e Movimento. Com os jogos folclóricos foi possível mostrar de forma lúdica a utilização das regras, além do desenvolvimento corporal e motor, já que nas brincadeiras a criança trabalha mais com o próprio corpo. Os alunos puderam participar de diversas brincadeiras antigas como Adoleta, Passa Anel, Corre Cotia, Cabra Cega e Corrida do Saci.

A arte manual também foi trabalhada e as turmas puderam confeccionar mosaicos, cartazes e também um painel, além de lembrancinhas que foram distribuídas aos alunos.

Outras duas atrações culturais tiveram destaque nas atividades desenvolvidas pela equipe pedagógica no início do semestre. A Guarda Civil apresentou às crianças uma peça teatral que abordou o tema respeito ao próximo e preconceito. Os pequenos também puderam aprender sobre adestramento, onde o ator principal foi o cão guarda “Tody”.

A Cia Sopa de Comédia encenou a peça “O errado e o certo no trânsito dos insetos” na qual o enfoque foi a educação no trânsito. Para tanto, foram utilizados como personagens os bichos da floresta que ensinaram como podemos contribuir para termos um trânsito mais seguro.

Sobre Lar Escola Jêsue Frantz

O LAR ESCOLA JÊSUE FRANTZ, Organização Beneficente, sem fins lucrativos, nasce da necessidade da Inclusão e Transformação Social. Traz em seu nome o significado do “Lar” como política de Assistência Social e de Direitos Humanos e “Escola” como ações Educativas e Culturais com base nos valores Morais, Espirituais, Éticos e Sociais da Nação. “Jêsue Frantz” retrata os ideais do amor humanitário dos Fundadores (RAD e IBD) que desde criança pensaram e viveram as necessidades e os sonhos da população brasileira de Cidadania democrática, participativa e fraterna.

Deixe uma resposta