Home / Eventos / Lar Escola Jesuê Frantz comemora a 30ª Edição da Festa da Vitória

Lar Escola Jesuê Frantz comemora a 30ª Edição da Festa da Vitória

O Lar Escola Jêsue Frantz comemorou no último dia 12 de novembro a 30ª edição da Festa da Vitória. O evento foi realizado pela primeira vez no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo e reuniu cerca de 7000 pessoas. O objetivo foi celebrar mais um ano de trabalho por meio de uma grande festa que reunisse os profissionais das 12 unidades da instituição, além dos atendidos, voluntários, famílias e convidados.

Cerca de 1300 crianças, jovens e idosos realizaram apresentações culturais com muita música e dança no espetáculo que recebeu o nome “Dancy Comigo”, que resgatou os ritmos musicais de diferentes regiões do Brasil e do mundo.

Ato Solene

Fig 1. Sr. Reginaldo Antonio Dias e Sra. Hellen Dias de Oliveira

A Festa da vitória teve início com o Hino de louvor a Deus “Neste grande Homem”, na voz do diretor fundador do Lar Escola Jêsue Frantz e representante da Igreja Pentagonal da Bíblia, Sr. Reginaldo A. Dias com a participação da Sra. Hellen Dias de Oliveira.

Ato Cívico

Após a interpretação do Hino Nacional por mais de 100 crianças atendidas pelo Lar Escola Jêsue Frantz, tivemos a apresentação do Hino do Lar Escola Jêsue Frantz, interpretado pelos profissionais Marcos Oliveira e Hellen Dias de Oliveira.

Fig 2. Autoridades na 30ª Festa da Vitória

O evento deste ano contou com a presença de várias autoridades, entre elas, o Secretário de Esporte e Lazer de São Bernardo do Campo, Alex Mognon; o Secretário de Desenvolvimento Econômico de São Bernardo do Campo, Hiroyuki Minami; a Secretária de Educação de Diadema, Sonia Tatiane Ramos; o Presidente da Câmara Municipal de Diadema, vereador Marcos Michels, além dos fundadores do LEJF, Dra. Ilda Batista Dias e Reginaldo Antônio Dias.

De acordo com Alex Mognon, a prefeitura de São Bernardo ficou satisfeita em ceder o espaço para realizar a festa. “Este espaço costuma receber jogos e atletas que estão sempre em busca da vitória. E hoje estamos satisfeitos em receber esse evento maravilhoso que vai trazer diversão para todos”.

Para o presidente da Câmara de Diadema, Marcos Michels, os governos e as associações civis precisam fortalecer as parcerias. “Sozinhos não chegamos a lugar algum. Precisamos investir na educação para melhorar o país. Não existe outra fórmula”, afirmou.

Fig 3. Ilda Batista Dias – Diretora Geral e Fundadora do Lar Escola Jêsue Frantz

A fundadora e Diretora geral do Lar Escola, Dra. Ilda Batista Dias, que aproveitou para agradecer as Prefeituras, direção, organização, colaboradores e todos que participaram do evento, explicou que a festa recebe o nome de “Festa da Vitória” para coroar os resultados alcançados durante o ano. “Nós sonhamos e edificamos.

A vitória só é possível porque temos uma equipe trabalhando, com pessoas que fazem as coisas acontecer. Temos que agradecer às Prefeituras, aos parceiros, cooperadores e às empresas que propiciam a continuação do nosso trabalho”, ressaltou. “Com o nosso projeto mostramos que as organizações civis podem trabalhar com seriedade, dignidade e contribuir com os governos para mudar a realidade”.

A Festa

A 30ª edição da Festa da Vitória apresentou este ano uma diversidade de ritmos que passou pela cultura africana, mexicana, portuguesa (com o fado) e italiana (com a tarantela). Também viajou por outros ritmos bem brasileiros, como lambada, forró, frevo, funk e o samba, além de samba reggae, hip hop, jazz, pop rural, can can, street dance, pop, rap e country. Além de música e dança, as crianças também mostraram suas habilidades nas apresentações de capoeira, circo, além de dança de rua, o que levantou o público presente.

Fig 4. Apresentação de Circo

Segundo a professora de circo do LEJF, Sônia Regina Ignácio, a preparação para a festa teve início já nos primeiros dias do segundo semestre. “Isso coroa o trabalho que fizemos durante todo o ano. É minha primeira festa da Vitória e estou gostando muito. As crianças estão super animadas e ansiosas e está tudo muito bonito e organizado”, contou ela.

Já as professoras Telma Ribeiro Santos e Fabiana Domingos Lucas Rodrigues, da turma do Maternal da unidade VI (Vila Conceição/Diadema), lembraram que o tema “Cultura Africana” foi trabalhado em sala de aula com as crianças e não só nos ensaios. “Procuramos mostrar para as crianças como a cultura africana influencia o nosso país. Após a festa, vamos continuar conversando sobre o assunto nas rodas de conversa”, explicou Telma.

Os pais e familiares que compareceram no Ginásio Poliesportivo também se divertiram e acompanharam com ansiedade cada apresentação. “Desde que meu filho entrou no Lar Escola, ele desenvolveu muito; começou a falar e hoje fará sua primeira apresentação. Ele é tímido, mas está animado para dançar”, relatou Maria Aparecida Almeida Barbosa, mãe de um aluno da Unidade XI (Vila Naval).

Fig 5. Apresentação do Núcleo de Educação Especial

Ao final, aconteceu a apresentação dos atendidos no Núcleo de Educação Especial, ao som do samba enredo do Lar Escola Jesuê Frantz, que emocionou o público.

Além do espetáculo, a festa contou com a entrega de cerca 1700 sacolas com brinquedos, chocolates e livros, resultado do Projeto Amigos Encantados.

Sobre Lar Escola Jêsue Frantz

O LAR ESCOLA JÊSUE FRANTZ, Organização Beneficente, sem fins lucrativos, nasce da necessidade da Inclusão e Transformação Social. Traz em seu nome o significado do “Lar” como política de Assistência Social e de Direitos Humanos e “Escola” como ações Educativas e Culturais com base nos valores Morais, Espirituais, Éticos e Sociais da Nação. “Jêsue Frantz” retrata os ideais do amor humanitário dos Fundadores (RAD e IBD) que desde criança pensaram e viveram as necessidades e os sonhos da população brasileira de Cidadania democrática, participativa e fraterna.

Deixe uma resposta